O PRESENTE DE NATAL E A APOSENTADORIA!

DR OTAVIANO
Se você fizer uma lista daquilo que pretende alcançar ao longo de sua vida, em termos  de riquezas e patrimônio, a aposentadoria ficará sempre em último lugar. Não em importância, mas em ordem cronólogica. Ocorre que , fatal e até felizmente, ela se apresentará. A não ser que viajemos “fora do combinado”.
Observamos no dia-a-dia dos escritórios que é comum as pessoas não se preocuparem com um planejamento acerca da aposentadoria. Me refiro a do sistema geral (INSS) uma vez que a privada é exclusiva de poucos e, via de regra, bem estudada. Em relação àquela, poucos fazem uma contagem antecipada, informam-se. Seja trabalhadores, autônomos e principalmente empresários, indiferente ao porte.
A sugestão é que a partir de determinado tempo de contribuição (a partir de 25/30 anos) você procure um profissional especializado e solicite um estudo de a quantas anda a sua vida contributiva ao INSS. Ele lhe apontará tempo faltante, valor provável da renda inicial, se a contribuição como autônomo está equilibrada ou se deve até diminuir, mostrará que a Aposentadoria Especial é aceita pela Justiça se preenchidos os requisitos, que muitos já fazem jus a Aposentadoria por Idade, etc.
Ocorre com frequencia de empresários já terem tempo para aposentadoria e não saberem. Esquecem-se por exemplo que bem lá atrás houve contribuição em determinada firma ou andam tão ocupados em tocar o negócio que não se dão conta que já podem requerer a contra-partida de tantos anos de contribuição.
Também, como hoje a Justiça reconhece a chamada Desaposentação, quase sempre é interessante requerer a aposentadoria – ainda que proporcional – já que é possível (para quem continuar trabalhando e/ou contribuindo) requerer uma revisão mais na frente para reajuste do beneficio. No caso do contribuinte ser um trabalhador por exemplo, esta possibilidade lhe permitirá ir recebendo sua aposentadoria e o salário, conta mais do que interessante.
Como a  maioria de nós tem o hábito de deixar tudo para ultima hora, como a compra do presente de Natal, se a aposentadoria é inevitável, encare-a com o maior profissionalismo possível!

Leave a Reply