Lagoa da Prata perde um filho adotivo. Simpático, carismático, cheio de alegria, Rinaldo Duarte Bueno, o Tamburete, nos deixou. A partida foi repentina, sem tempo para as despedidas e com tempo de sobra para as lágrimas. Temos que agradecer à cidade de Luz por nos ter emprestado um filho tão ilustre. Como na canção do Chico, “Foi chegando sorrateiro e antes que eu dissesse não, se instalou feito um posseiro, dentro do meu coração”, Tamburete chegou e se encheu de amigos e admiradores. Pessoa correta nos negócios, extrovertido e brincalhão, espalhou alegria por onde passou. Deixa um rastro de saudade por toda a parte, haja vista o número enorme de pessoas que foram se despedir dele, no curto período de seu velório entre nós, pois Luz também reclamava sua presença. Era filho dileto de duas cidades: Lagoa da Prata que escolheu para viver e Luz, onde nasceu. Ambas choram a perda do filho querido, enquanto lá no céu, os anjos devem estar dando gostosas gargalhadas, com a sua presença.
Adeus amigo Tamburete.

Até sempre, Saudade!

Leave a Reply